Terminal Vila Sônia, em Piracicaba, recebe estrutura metálica da cobertura da plataforma

Publicado no dia 09/05/2017 às 19:43Por: Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação

As obras do novo Terminal Vila Sônia entraram nesta semana na fase de lançamento e posicionamento da estrutura metálica para a cobertura da plataforma, que abrigará os ônibus e os usuários do transporte coletivo.Também estão sendo feitos os reboques das paredes e o assentamento de azulejos no bloco da administração, que fica junto à bilheteria principal, e no bloco de apoio ao público, na segunda bilheteria. A construção, que integra o projeto de mobilidade urbana dos corredores de ônibus e tem investimento de R$ 6,7 milhões, vai passar de uma área de 5.000 m2 para 10.207 m2. Com isso, sua capacidade de atendimento aos usuários do transporte coletivo em Piracicaba, que hoje é de 89 mil/mês, também será dobrada. A previsão de entrega do novo terminal é para o segundo semestre deste ano.

De acordo com a Secretaria de Obras, a pista reforçada em concreto, por onde circularão os coletivos, já está concluída. Os pilares para a cobertura da plataforma também já foram instalados. A área de apoio aos motoristas está em fase de acabamento interno e abrigará uma sala de descanso, banheiro feminino e masculino e refeitório. Ao lado dessa construção ficará um estacionamento reserva para ônibus e funcionários.

Uma das características do novo Terminal da Vila Sônia será a instalação de bilheterias em dois pontos: um na entrada principal, pela rua Peixoto Gomide, e outro pela avenida Euclides Figueiredo, que também abrigará duas salas comerciais e banheiros. Na bilheteria principal, os serviços estão concentrados na realização da segunda laje, de forma protendida, com cabos junto ao concreto para maior resistência da estrutura. Também serão iniciados os trabalhos de fundação do módulo comercial, ao lado da entrada principal do Terminal, que passará a ter 10 boxes.

Foto: Divulgação

De acordo com o Departamento de Transportes Públicos da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran), o Terminal da Vila Sônia é o segundo maior em movimento na cidade hoje, com 89 mil usuários/mês. Fica atrás, apenas, do Terminal Central de Integração (TCI), que recebe passageiros de todos os terminais – Pauliceia, Piracicamirim, Cecap, São Jorge e Vila Sônia – e atende 488 mil usuários/mês.

O investimento em sua modernização, que vai dobrar a área do terminal e também a capacidade de atendimento, que será de aproximadamente 180 mil pessoas/mês pelos próximos 30, 40 anos, é justificado pela expansão da região de Santa Teresinha, onde está localizado. “A região está em desenvolvimento e em plena expansão residencial, com a implantação de empreendimentos habitacionais de programas como o Minha Casa Minha Vida e também loteamentos particulares. Por isso pensamos em um Terminal maior, com capacidade de atender mais linhas de ônibus. A distância da região com o Centro da cidade, de cerca de 10 km, faz com que o morador utilize o transporte coletivo para economizar”, ressalta Vanderlei Quartarolo, diretor do Departamento de Transportes Públicos.

Durante as obras, o atendimento foi transferido para uma unidade provisória na avenida Euclides Figueiredo, entre as ruas Altino Arantes e Fernando Prestes, a cerca de 450 metros do atual. O local provisório conta oito baias de estacionamento das linhas, com cobertura junto aos boxes de embarque e na área de banheiros e bilheteria, em uma extensão de 140 metros ao longo da avenida Euclides Figueiredo. Durante esse período, o trecho da avenida Euclides Figueiredo, entre as ruas Altino Arantes e Fernando Prestes, permanecerá fechado para o trânsito, sendo utilizado somente pelos coletivos.

Qual sua opinião? Comente!